You are on page 1of 12

Escolápios Brasil

Arcanjornal SETEMBRO - DEZEMBRO

2010
Educar é Libertar
Órgão Informativo do Colégio São Miguel Arcanjo | Ano XII n º 31

GERAL

XX Festival de Dança
Pág. 4 Com o tema “Volta ao mundo em 80 minutos”, viajamos
pelo mundo, atravessamos continentes, tendo o entusi-
asmo, a fantasia e o ritmo como nossos guias.

DESTAQUES

03 Encontro de Arte,
Cultura e Família
Geral
05 Advento
SOR
Daqui a poucos dias, o
07 O CSMA agradece
Projeto Social 12 Handebol
Educação Física
A equipe Cadete Mista de
menino Deus nascerá no- Handebol do Colégio foi
O encontro atraiu pais,
vamente em todos nós. Campeã do 1º ABERTO DE
alunos e funcionários.
Ele viverá novamente em HANDEBOL do Minas Tênis
Talento, criatividade, en-
nossos corações e forta- Clube, vencendo, na final,
volvimento e solidarieda-
lecerá a nossa fé, Ele sus- os anfitriões por 21 a 09.
de são algumas palavras
citará em nossas vidas as A Campanha Solidária 2010 atenderá 1000
que resumem o que foi o
Suas virtudes. alunos da rede púbica de ensino em 2011.
encontro.
02 SETEMBRO - DEZEMBRO

2010
Editorial

Que não pare a festa!


O
tempo voa e o e projeto: realidade projetada e projeto
que vai se realizando. Todos sabemos
fim do ano está quem e como somos (ou deveríamos
já aí, batendo saber), o verdadeiro desafio se encontra
à porta da escola. Pa- em averiguar o que poderíamos chegar


a ser e, sobretudo, em iniciar o processo
rece que era ontem
quando começávamos
o ano, com ansiedade, Somos o que realmente que outros já se apropriaram de sua vida. sível ser feliz em família. Infelizmente,
novos projetos e muitas podemos chegar a ser. So- Não se deixem transformar em marione- estamos acostumados a ver famílias
ideias, e amanhã esta- tes. Mergulhem na sua própria realidade, irreais, com aparência de felicidade
mos o que está em potên-
remos encerrando-o. O
que conseguimos fa-
zer de tudo isso a que
cia dentro de nós. Somos o
que sabemos ou intuímos
que poderíamos ser.
“ explorem suas capacidades, questionem
a vida e o mundo, aprendam! Mas, sobre-
tudo, aprendam a viver de verdade, pro-
curem a felicidade mais profunda. E lem-
e uma realidade que só provoca sair
correndo. O mundo real está fora,
não podemos criar submundos, nem
realidades paralelas, seria um grande
brem sempre que ninguém é feliz sozinho. prejuízo para seus/suas filhos/as. O
nos propusemos? Cada Funcionários/as que fazem parte desta mundo é o que é, e será o que nós


qual responda. de transformação pessoal para, partindo família... são todos/as necessários/as. O quisermos que seja. Quem enxerga
Pode resultar triste, da realidade, chegar ao ideal não de per- o mundo com olhar medroso, somen-
mas é bom olhar para trás e com- feição, mas de plenitude (ser o melhor e o te descobre perigos; quem olha com
parar o que queríamos realizar no máximo que pudermos chegar a ser). Mas a história não acaba confiança, somente percebe oportu-
início do ano e o que realmente Brinquei demais com as pala- nidades; quem contempla com amor,
aqui. Em poucos dias es- somente encontra necessidades para
logramos fazer. Quantos desejos vras? Peço desculpas. Tentarei ser mais
e projetos frustrados! É verdade que às claro e direto. taremos começando uma atender. Transformem suas famílias
nova aventura, um novo num laboratório de partilha, respeito
vezes conseguimos cumprir nossas metas
ou, pelo menos, avançar e enfrentar al-
guns desafios, mas o que predomina são
as tentativas que acabaram ficando pelo
Acaba um ano com muitas
ideias, projetos e sonhos que ficaram pelo
caminho. Aceitemos com humildade e sin-
ceridade. Mas a história não acaba aqui.
capítulo do livro da vida,
e as páginas estão todas
“ mútuo (mútuo!), liberdade, empatia e,
sobretudo, amor (gratuito e sem co-
branças). Deixem que o mundo, com
seus problemas, desafios e necessi-
caminho. Em poucos dias estaremos começando em branco. dades entre na vida familiar e sonhem
Lembrei agora as palavras do uma nova aventura, um novo capítulo do
escritor uruguaio Eduardo Galeano, “So- livro da vida, e as páginas estão todas em juntos. Sonhem com o que deveriam
mos o que fazemos, mas somos, princi- branco. O que queremos chegar a ser? São Miguel e a missão escolápia precisam oferecer para mudar a realidade, com
palmente, o que fazemos para mudar o Onde colocaremos nosso limite pessoal? de cada um/a de vocês, do melhor que vo- o que poderiam viver para transformar
que somos”. É difícil nos definir pelo que Alunos/as que estão formando cês puderem chegar a ser, dos seus me- a parcela de mundo na qual existem,
fazemos, porque fazemos pouco e com e nos deixarão... abandonem o ninho e lhores esforços, da sua responsabilidade com o que de fato acrescentarão com
escassa qualidade. Ainda mais compli- voem para outros céus. Ainda não logra- e de amor, não para engrandecer o nome suas vidas, únicas e irrepetíveis.
cado é nos definir pelo que pensamos, ram nada na vida, fizeram somente o que, do Colégio, mas para engrandecer a vida Acaba um ano, mas a vida
nossa inteligência é esperta para idealizar com as oportunidades oferecidas e suas de tantas crianças e adolescentes que nos continua... O que logramos neste ano
um mundo bonitinho na nossa cabeça e capacidades próprias, deviam fazer. A vida foram confiados/as. Sejamos o mais boni- que acaba? O que queremos lograr no
acabar nos convencendo de que somos pra valer começa agora, mas nunca se es- to sorriso, o mais profundo abraço, a mais próximo ano? Cada qual responda.
isso pelo fato de pensá-lo. Muitas vezes o queçam do alimento que aqui receberam. exigente proposta, a mais compreensiva Encerramos mais um ano
que pensamos não tem reflexo nenhum no Não se conformem em ser o que todos/as paciência, a mais generosa entrega. To- de trabalho. Ano em que comemora-
que fazemos e, o contrário, o que fazemos são. Não percorram caminhos já trilhados dos/as nós dizemos, com orgulho ou com mos 60 anos de presença escolápia
nada tem a ver com o que pensamos e, por outros/as que somente conduzem a resignação (dependendo de cada pessoa), no Brasil. Em breve iniciaremos outro
muito menos, com o que pensamos que uma vida monótona, sem sentido e sem que trabalhamos no São Miguel. Tomara que também nos convida a celebrar:
fazemos. felicidade. Não vivam superficialmente. que algum dia cheguemos a afirmar que, 60 anos de existência do Colégio São
Somos o que realmente pode- Aprofundem na vida, no conhecimento, trabalhando no São Miguel, aprendemos Miguel Arcanjo.
mos chegar a ser. Somos o que está em na realidade, na fé, no amor, na amizade, a viver. Acaba um ano, mas a festa
potência dentro de nós. Somos o que sempre procurando a experiência mais Famílias todas... abram as por- da vida, da missão escolápia, da edu-
sabemos ou intuímos que poderíamos plena. Não se conformem com menos. tas e as janelas de suas casas, abram a cação que liberta e do compromisso
ser. Somos o que ainda está por desco- Alunos/as que continuarão seu sua realidade familiar, o mundo não termi- que transforma, continua.
brir (não falei inventar). Somos o que está processo de formação aqui, no São Mi- na no tapete da entrada, aí é que o mundo Que não pare a festa!
sendo trabalhado, revisado, educado, guel... aproveitem as oportunidades para começa. Não se isolem, nem se afastem
formado, acompanhado, exigido, recon- forjar os alicerces da vida. Não deixem do mundo, nem se refugiem na casa. Vi-
ciliado, acolhido, mudado, superado... passar o tempo à toa, caso contrário, vam em casa o que gostariam que o mun- Pe. Carlos Aguerrea
amado. Somos uma mistura de realidade quando menos esperarem, descobrirão do fosse, e mostrem ao mundo que é pos- Diretor Titular
Expediente

Direção: Carlos Aguerrea Fuentes Editoração e diagramação:


Colaboração: Equipe do Colégio Agência Vetta | Publicidade e Marketing Digital
Endereço: Rua Ildenfonso Alvim, 501 | Bairro Nova Floresta 31 3041-0529
Cep. 31140-270 Belo Horizonte | MG www.agenciavetta.com.br
Tel. (31) 3444-1955 contato@agenciavetta.com.br

www.saomiguelbh.com.br
saomiguelbh@saomiguelbh.com.br
SETEMBRO - DEZEMBRO 03

2010
XV Encontro de Arte, Cultura

GERAL
e Família
O Evento, no dia 02 de outubro, reuniu arte, cultura e família.

O encontro atraiu alunos, pais, amigos e funcionários. Alunos do infantil apresentaram jogos e
brincadeiras.

A
conteceu, no dia 02 de ou- ra, decoração, silk) que foram Todo o colégio esteve e, mais uma vez, com a certeza
tubro, o XV Encontro de vendidos e a renda doada para envolvido. de que a identidade do Colégio é
Arte, Cultura e Família. Foi as Obras Sociais dos Padres O Serviço de Orientação esta: valorização das pessoas.
um evento que fez jus ao nome, Escolápios, especificamente, o Religiosa (SOR) utilizou duas sa- Educação integral de
afinal de contas, nesse encontro, Centro Educativo-Social Escolá- las, em uma delas foram expos- qualidade, educar evangelizando
arte, cultura e família estiveram, pio, através da Fundação Itaka- tos os trabalhos dos alunos e na para transformar a sociedade.
de fato, unidas. Escolápios BH. outra foi montado um “cantinho Nossa missão é clara e está pre-
Os alunos da educação O fundamental II de- místico”, local de muita paz e en- sente em todos os momentos da
infantil apresentaram jogos e senvolveu várias oficinas minis- contro pessoal. escola.
brincadeiras, tema sempre atual, tradas pelos alunos do ensino Talento, criatividade, en- Obrigado a todos pela
interessante e importante. médio que, como verdadeiros volvimento e solidariedade são contribuição e parabéns pelo su-
O ensino fundamental mestres, passaram adiante os algumas palavras que resumem cesso!
I confeccionou trabalhos (pintu- seus conhecimentos. o que foi o encontro. Gente feliz

Vamos ajudar a ajudar


No XV Encontro de Arte, Cultura e Família, o Itaka-Escolápios
divulgou seu trabalho social.
transformar esta realidade;
... de dedicado trabalho em favor
de crianças e jovens;
... de vida e missão escolápias.
No ano de 2006, ITAKA-
Escolápios assumiu o trabalho das
obras sociais escolápias no Brasil.
Uma organização internacional,
impulsionada pelos Padres Esco- Oficinas foram oferecidas a alunos do Ensino Médio e Fundamental II
lápios e pelas Fraternidades Esco-
lápias, para levar adiante sua mis- Família fosse uma oportunidade Rock’Holl, Mexendo com tintas,
são. Busca oferecer oportunidades não só para divulgarmos esse Eletro music, Sensação e Vela.
de formação integral para crianças, grande trabalho, mas também Os trabalhos foram ex-
adolescentes, jovens e adultos, para participar dele, através de postos e a renda doada aos pro-
abrindo novas perspectivas para oficinas, que foram oferecidas jetos do Centro Educativo-Social
a pessoa, possibilitando uma vida pelos alunos do Ensino Médio Escolápio.
aos alunos do Ensino Funda-

A
mais digna e feliz, e visando à
s Escolas Pias chegaram ao Brasil construção de uma sociedade mais mental II. Foram 16 oficinas:
no ano de 1950. São 60 anos justa, solidária e pacífica. Itália, Origami, Chocolate, Quí-
... de entrega generosa evange- Reconhecendo a importância mica em ação, Física em ação,
lizando e educando; desse projeto, foi proposto que Fotografia, Espanha, Brincadei-
... de projetos e esforços para o XV Encontro de Arte, Cultura e ras, Brincadeiras antigas, Axé,
04 SETEMBRO - DEZEMBRO

2010
XX Festival de Dança do Colégio São Miguel Arcanjo
GERAL

“Volta ao mundo em 80 minutos”

O
XX Festival de Dança do Colé-
gio São Miguel Arcanjo: “Volta
ao mundo em 80 minutos” con-
tou com a participação de 270 alunos
do Ensino Fundamental e Médio, além
da participação das alunas da Escoli-
nha de Esportes.
Viajamos pelo mundo, atra-
vessamos continentes, tendo o entu-
siasmo, a fantasia e o ritmo como nos-
so guia.
Foi um verdadeiro espetácu-
lo! Parabéns e obrigado a todos que
contribuíram com esse show. O Festival contou com a participação de 270 alunos do Colégio São Miguel Arcanjo.

Sala Mística
S
ilenciar, refletir, re- contro com Deus, com o ou-
“Um ambiente acolhedor, que
SOR

zar. tro e consigo, ao visitarem a


Tudo isso nos faz sala mística do S.O.R.
convidava à oração, à reflexão experimentar um Deus que Um ambiente aco-
é Pai/irmão, inteireza, sim- lhedor, que convidava à ora-
e, também à comunhão entre as plicidade. Um Deus que ção, à reflexão e, também, à
caminha conosco. É voltar comunhão entre as pessoas,
pessoas.” a sermos filhos/as de Deus, que desfrutaram de um de-
imagem de Deus. licioso ‘bate papo’ enquanto
É encontrarmo-nos partilhavam o pão.
com o humano que está Agradecemos a pre-
dentro de nós mesmos. sença de todos e esperamos
As pessoas que recebê-los novamente.
vieram o XV Encontro de Em 2011 teremos
Arte, Cultura e Família pu- muito mais!
deram vivenciar esse en-

Celebrações em Ação de Graças


V
encer desafios, superar obstáculos • 11/11
3º ano/ Ensino Médio.
e alcançar vitórias fazem parte da • 18/11
9º ano/ Ensino Fundamental II.
caminhada escolar. Por isso foi com • 02/12
5º ano/ Ensino Fundamental I.
grande alegria e satisfação que alunos, pro- • 07/122º período/ Educação Infantil.
fessores e familiares se reuniram para agra- Aproveitamos o momento para pe-
decer a Deus por mais uma etapa cumprida dir a Deus que continue nos abençoando em
com dedicação e responsabilidade. 2011.
Neste ano, as celebrações em Ação
de Graças aconteceram nos dias: Celebração ministrada por Pe. Carlos
SETEMBRO - DEZEMBRO 05

2010
Advento

SOR
Celebração do Natal

A
dvento: vinda, chegada. ça, torna-se a Mãe do Menino-
Aparecimento, começo. Deus. José, homem simples e
Período de quatro sema- piedoso, recebe o dom de ter
nas antes do Natal. (Minidicioná- o próprio Verbo de Deus como
rio Aurélio). Diz o dicionário que seu filho. (Jo 1,14)
o advento é o tempo da vinda, o O próprio Verbo de
tempo que antecede algo impor- Deus renascerá em nós no dia
tante. Este tempo é chegado, es- de Natal, mas Ele, tão Santo e
tamos vivendo em pleno advento. Puro, não deve vir morar em um
Daqui a poucos dias, o menino local injusto. O tempo do adven-
Deus nascerá novamente em to- to é o tempo da penitência, da semanas, e daqui além, pro- Deus. Assim seremos sempre
dos nós. Ele viverá novamente em reflexão. No advento, prepara- curemos sempre fazer um “fa- mais dignos de sermos presépio
nossos corações e fortalecerá a mos a nova manjedoura para xinão” em nossos conceitos, do Menino-Deus.
nossa fé, Ele suscitará em nossas Cristo morar, preparamos nosso em nossas atitudes, procure- Para tanto, procuremos
vidas as Suas virtudes. coração para Ele habitar. Como mos rever nossos conceitos sempre o auxílio maternal da
Daqui a poucos dias ce- em nossas casas, em que lim- e atitudes para nunca come- Mãe de Deus, Maria Santíssi-
lebraremos a solenidade do San- pamos o que está sujo, jogamos termos injustiças com as pes- ma. Ela que viveu sempre em
to Natal. Cristo Deus se faz um o que é velho fora, devemos, soas, para nunca tomarmos tempo de advento: antes da
de nós para assim elevar-nos à assim, fazer com a casa do nos- atitudes precipitadas quanto concepção, durante a gestação
dignidade da presença de Deus. so corpo, de nossa alma. No a algo, para nunca agirmos e, enfim, por toda a vida do Seu
Cristo nasceu em Belém da Gali- advento devemos agradecer a de forma estúpida e arrogan- Cristo, para que assim fosse
léia, pobre, simples, tendo como Deus por renascer em cada um te. Procuremos também a re- digna da presença de Deus.
leito uma manjedoura, como teto de nós. conciliação constante com to-
um estábulo para animais. Maria, Façamos um propósito dos, para que nossas atitudes
mulher simples e tão cheia de gra- neste advento! Nestas quatro nunca nos afastem de nosso

Show de Talentos
O
s alunos do Fundamen-
Apresentação em homenagem aos professores

SOE
tal I mais uma vez bri-
lharam em suas apre-
sentações em homenagem aos
seus professores. Canto, dan-
ça, flauta, piadas e mágicas
fizeram parte do show.
Este ano, além da
criatividade, desenvoltura, en-
volvimento e animação, nos-
sos alunos demonstraram ser
capazes de planejar com rapi- Agradeço aos pais pelo apoio e à Va-
dez e organização o que é pro- léria, mãe de 3 alunas nossas, que montou
posto, pois mesmo com pouco o palco com muito carinho e dedicação. Ano
tempo para a preparação dos que vem, em Outubro, tem mais!
números artísticos, fizeram o Um grande beijo e parabéns a todos
Show!!! Parabéns crianças, que participaram.
Canto, dança, flauta, piadas e mágicas fizeram parte do show. vocês são maravilhosas... Fátima Aquino

Dia de Convivência balhadas. Esta atividade não aconteceria

C
se não fosse a confiança que vocês, pais,
onviver bem é uma arte que precisa depositam em nossa equipe e no envolvi-
ser bem trabalhada e é por isso que mento de todos. Queremos agradecer cari-
continuamos investindo nos Dias de nhosamente a todos os pais que permitem
Convivência. que esse momento aconteça, nos apoian-
Ir passear num sítio é uma ativida- do e incentivando seus filhos a participa-
de que pode acontecer facilmente, porém rem.
ir a um sítio para um trabalho de formação Obrigada mais uma vez! Educa-
é algo muito importante, pois, no momento ção sempre se faz melhor em parceria.
que estamos em grupo, acontecem oportu-
nidades únicas de serem vivenciadas e tra-
06 SETEMBRO - DEZEMBRO

2010
Projeto Afetivo-sexual
SOE

Com o projeto, os alunos buscam respostas a suas dúvidas.

respostas às suas dúvidas.


Este projeto, como foi colocado na reunião feita com os
pais dos alunos em 12/08, não tem a pretensão de esclarecer to-
das as curiosidades e ser o único momento de educar para uma
sexualidade responsável e crítica, no entanto espero que com ele

S
a semente tenha sido bem plantada, para que os pais possam dar
empre com muita curiosida- 2º semestre. continuidade a essa educação dentro dos valores do amor, respei-
de, os alunos do 5º ano par- Com uma postura crítica e to, sinceridade, compromisso, seriedade e, principalmente, afetivi-
ticipam dos encontros sema- colocações pertinentes, os alunos dade.
nais que acontecem no decorrer do foram buscando informações e Agradeço aos pais a confiança depositada.

Encontro de segmentos
P
or acreditarmos que com preparação as e novidades que encontrarão no próximo ano. nova etapa que vem com muitos desafios.
possibilidades de sucesso serão maio- Os alunos do 3º ano também receberam as Aproveitamos para pedir aos pais
res e desejando participar e colaborar professoras do 4º ano para um bate-papo in- um acompanhamento bem próximo da rotina
ativamente para que nossos alunos tenham su- formativo. escolar de seus filhos, pois esse apoio muito
cesso, mais uma vez promovemos encontros Já os alunos do 5º ano foram acolhi- contribuirá para que eles se organizem nessa
dos alunos de uma série anterior, com os alu- dos, nos dias 25/11(turno da tarde) e 26/11(tur- nova caminhada. Lembrem-se sempre de que
nos e professores da série seguinte. Os alunos no da manhã) pela psicóloga, orientadora edu- com segurança e apoio cuidadoso vencemos
do 2º ano do Ensino Fundamental I receberam cacional do Fundamental II e Ensino Médio, com muito mais tranquilidade as novas experi-
os alunos do 1º ano para um momento de in- Adriana Januzzi, uma das responsáveis pelo ências.
formação sobre o dia a dia do 2º ano. De modo acompanhamento do 6º ano. Ela apresentou a Queridos alunos, aguardamos vocês,
bem dinâmico e descontraído, esse encontro eles as principais mudanças no 6º ano e falou para juntos fazermos uma caminhada de su-
aconteceu no dia 29/11, possibilitando aos alu- da importância da organização, responsabili- cesso!
nos do 1º ano o conhecimento das mudanças dade e compromisso cada vez maiores nesta

Projeto Trocando Idéias Precisamos de Afetividade...


Projeto contou com a intensa participação de
É
isso aí, precisamos de afetividade, re- res citados acima? Não estaríamos esqueci-
conhecimento, gratidão, carinho, aten- dos de que somos irmãos e, portanto, deverí-
pais e professores ção... Por que andamos tão esquecidos amos ser mais tolerantes, amigos, sinceros e

P
desses valores que tão bem fazem a todos? solidários? Reflitam.
or acreditarmos que educação formal e não for- Por que a cada dia estamos mais atentos aos
mal são nossas metas e trabalharmos sempre erros, imperfeições e situações que nos levam
para conseguirmos uma educação que liberta, à crítica, ao desrespeito e à ausência dos valo-
que abre horizontes e caminhos para as conquistas da
vida, fazendo dessa educação a nossa grande missão,
convidamos toda a comunidade educativa para uma pa-

Enfim, o ano terminou...


lestra, que aconteceu no dia 23/09 às 20h, tendo como
palestrantes o Padre Carlos Aguerrea e Padre Arilson
de Oliveira que falaram sobre:

E
“Educação e Solidariedade: Uma proposta.
com ele a certeza de que o caminho Adriana Januzzi,- psicóloga do Ens.
Um gesto concreto para termos um mundo melhor”
para um mundo melhor, que nos dê Fundamental II e Médio
Essa palestra fez parte do importante Projeto
condições para ter uma sociedade mais Beth Fraga - Orientadora Educacio-
São Miguel Solidário, que foi lançado no 2º semestre e
justa é a Educação. Que São José de Cala- nal da Educação Infantil e
contou com intensa participação de pais, professores e
sanz continue nos orientando para que com Fátima Aquino - Orientadora Educa-
alunos.
fé, amor e confiança, possamos continuar cional do Ens. Fundamental I e II (turno da
Agradecemos a todos que vieram a essa pa-
a sua missão: educar, evangelizando para tarde).
lestra e aos que abraçaram essa campanha contribuin-
transformar a sociedade.
do e incentivando.
SETEMBRO - DEZEMBRO 07

2010
O CSMA agradece

PROJETO SOCIAL
O
Colégio São Miguel Arcanjo agra- sinada não apenas com palavras. É
dece a participação/colaboração necessário que nossas crianças e ado-
de todos que se empenharam lescentes experimentem esse valor,
para o sucesso da Campanha Solidá- vivenciando-o. Se pretendemos educá-
ria 2010, que atenderá 1000 alunos da -los para que transformem a sociedade,
rede púbica de ensino, em 2011, através que sejam fraternos e solidários, é preci-
do Centro Educativo Social Escolápio so oferecer a oportunidade de saborear
A arrecadação alcançou a ci- ações e atitudes permanentes que os
fra de R$ 3.670, 05 (Três mil seiscentos levem a pensar e colocarem-se no lugar
e setenta reais e cinco centavos). do outro.
Os materiais arrecadados Muitíssimo obrigado!
como lápis, cadernos, borrachas e ou- Feliz Natal! E um ano novo de
tros somam 1047 itens muita Paz e Fraternidade!
Todo o sucesso da campanha só foi pos- Equipe Social
sível graças ao empenho e à sensibilida-
de de cada um de vocês.
A solidariedade dever ser en-

“Semeando”

INFANTIL
A
ssistindo à missa de formatura dos mostrarem para o mundo que eles vão fazer a que o padre sugere, para que possam tomar
alunos do Ensino Médio, fiz uma “via- diferença, que não querem repetir e contribuir as rédeas de suas vidas saindo de baixo das
gem”... Fui, pouco a pouco, lembrando com essa sociedade falida e estratificada que “asas” de seus pais com responsabilidade.
situações vividas por muitos deles nos “can- existe. Aos pais, o conselho foi que deixem É... temos que cuidar de semear muito bem
teiros” do nosso Jardim Beija-flor e minha seus filhos “tomarem a direção” da vida de- em nossos canteiros, porque num piscar de
preocupação com a educação aumentou as- les, que os deixem assumir suas vidas com olhos nossos Beija-flores baterão asas e voa-
sustadoramente nessa retrospectiva. alegria e problemas. rão.
A vida não passa, voa! Outro dia Meu Deus, enquanto “viajava” de Se encontrarem aqui bom adubo,
eram crianças que brincavam, corriam, fa- volta à infância desses lindos adolescentes crescerão prontos para frutificarem, darão
ziam levadezas, choravam. Hoje, gente feita, ou ouvia o que o padre falava, fiquei pen- bons frutos e nos ajudarão a cumprir a mis-
pronta para enfrentar o mundo, buscar seus sando no papel da educação infantil em tudo são escolápia no Brasil, que há sessenta
sonhos, construir suas vidas, atuar, não como isso, na responsabilidade que temos em nos- anos vem semeando esperança de um mun-
meros coadjuvantes, mas como personagens sas mãos, no quanto nossos canteiros devem do melhor, sessenta anos fazendo “brotar
principais de uma história a ser construída. ser feitos de terra firme, “terra boa para o de nossas terras” gente com compromisso
Na fala do Padre Carlos, na ho- plantio” porque é aqui, bem na infância que social, gente que acredita na educação que
milia, ele insistia em cutucar nossos jovens devemos semear em terra boa e cuidar muito, liberta e transforma.
desafiando-os a não serem iguais, a fazerem cuidar com amor, carinho, limite, seriedade, Estamos semeando... que Deus nos
a diferença, a não serem “cópias” dos outros compromisso, respeito para que nossas se- permita colher bons frutos.
e se deixarem levar por tantas besteiras fei- mentes deem bons frutos, para que possam Jacqueline Caixeta Figueiredo
tas e repetidas por tantos jovens, a saírem e florescer na vida sabendo fazer a diferença

Semana da Criança “Hoje tem


T espetáculo?
odos os dias é dia das crianças... mas como temos um dia para
dedicar a elas, fizemos festa uma semana!
Muitas brincadeiras, danças, jogos, dia da beleza, teatros, en-
fim, viramos crianças e nos divertimos muito com nossos Beija-flores.
Tem sim senhor!”
A
s crianças do Jardim Beija-
flor foram ao circo Marcos
Frota. Arte, ilusionismo, cultu-
ra, dança, malabarismo, trapezistas
e palhaços transportaram nossas
crianças para um mundo mágico!
Foi uma deliciosa aventura circen-
se.
Dia da Beleza
08 SETEMBRO - DEZEMBRO

2010
Projetos
INFANTIL

Ser solidário e fazer o bem


São Miguel Solidário Professora Rose - Maternal II

T N
emos um sonho: a trans- pessoais e até temas mais am- ossos caçulinhas, Beija-flores ainda bem filhotes, estão começando a
formação social através plos envolvendo a solidarieda- viver com o outro, pensar com o outro, se dar com o outro... E nessa
da educação. Temos um de, partilhamos nossas ideias e aventura, o Projeto ser solidário vai lhes abrindo caminho. Depois de
“meio de transporte” para fazer desejos. As crianças realizaram muitas atividades, brincadeiras e até uma música inventada pela professora,
com que nosso sonho aconte- muitas atividades pedagógicas com a ajuda deles, encerramos o projeto com uma apresentação aberta aos
ça: O Projeto Social do Colégio e foram grandes “polinizado- pais.
São Miguel Arcanjo. ras” nesse projeto, que envol-
Então colocamos a veu não só pais, como todas as
“mão na massa” e desenvol-
vemos o Projeto São Miguel
Solidário com nossas crian-
pessoas de suas famílias.
É apenas mais uma
semente que estamos lançan-
Descobrindo Com as Fábulas
Professora Cris - 1 º Período

A
ças. Como quando se trata de do. Que os ventos soprem em
solidariedade as crianças nos nosso favor e multipliquemos literatura infantil é um belíssimo recurso quando se quer trabalhar algo.
dão lição, procuramos estender nossos sonhos. Culminamos As histórias são como “meios de transportes” que nos levam aonde
nosso projeto aos pais. Através o projeto decorando o Jardim queremos. E, querendo trabalhar alguns valores com nossas crianças,
de várias entrevistas e pesqui- Beija-flor com sentimentos so- buscamos nas fábulas uma linda parceria. Cada “moral da história” foi usada
sas que envolviam opiniões lidários. para ajudar nossas crianças a construírem regras de boa convivência.

Quem tem medo do Lobo Mau...


Professora Patrícia - Maternal II

Q
uando se tem 2 ou 3 anos de ida- inexplicável! Ao mesmo tempo que têm
de, as histórias representam um medo do lobo, querem ser o lobo! Então,
mundo verdadeiramente real. Tudo para ajudá-los a viver esse momento de
o que acontece nas páginas de um livro crescimento, enfrentando seus medos e
é tão real como brincar de massinha, por vivendo suas coragens, desenvolvemos o
exemplo. E as histórias que têm o Lobo Projeto Quem tem medo do Lobo Mau, que
Mau como personagem são as que mais culminou em uma fantástica apresentação
seduzem. Medo, desejo, mistério, sus- teatral que foi, emocionantemente, aplaudi-
pense, misturam-se e viram uma emoção da pelos pais.

A Caixa da Fazenda Brinquedo também tem história


Professora Stefânia - Maternal III Professora Cris - 1 º Período

O O
utra novidade foi a caixa que Projeto A Revolta dos Brinquedos levou nossas crian-
passeou em todas as casas. ças ao Museu do Brinquedo. Saber que brinquedo tam-
Cada criança, junto com sua bém tem história foi fascinante. Eles conheceram como
família, colocava algo na caixa que surgiram vários brinquedos e a evolução de muitos deles, de
lembrava a fazenda. Objetos, fotos, acordo com o tempo. Confeccionaram um brinquedo de sucata,
gravuras, doces, comidas típicas, aprendendo que preservar o meio ambiente, através da recicla-
frutas e tantas outras coisas chega- gem, pode ser uma boa brincadeira.
ram de casa para serem partilhadas
na rodinha. Para finalizar, fizeram
um delicioso lanche com “coisas
da roça”. As crianças degustaram
alimentos que jamais haviam prova-
Álbum de Figurinhas
do... É o saber com sabor.
As crianças trouxeram, em suas caixas, algo
que lembrava a fazenda
Curiosidades Infantis
Professora Jossana - 2 º Período
As Estações, o filme. O
interesse por álbum de figurinhas surgiu com os
meninos colecionando figurinhas de futebol. Aos
poucos, as meninas também queriam ter um álbum
Professora Fernanda - 1 º Período

A
de figurinhas e o jeito foi fazer nosso próprio álbum. Após
pós desfilarem entre as estações, Exibiram o filme aos pais em uma sessão uma seleção de temas, nossas crianças criaram um álbum
através do Projeto que realizaram, da tarde com direito a desfile e música. É com curiosidades infantis e com ele aprenderam muito so-
nossas crianças fizeram um docu- o conhecimento ultrapassando os limites bre personagens e temas que os encantaram. No final do
mentário sobre tudo o que aprenderam. dos livros. projeto, receberam o álbum completo.
SETEMBRO - DEZEMBRO 09

2010
Galinha Ruiva e Patinho Feio Um aquário gigante A arte do origami

INFANTIL
Professoras Daniela e Stefânia - Maternal III Professora Kátia - 1 º Ano Professora Brenda - 1 º Ano

O O U
s Projetos na “Fazenda tem” e “A Bicharada projeto O Fantástico Mundo das ma dobradura? Um pássaro?
da Fazenda”, desenvolvidos pelos alunos Águas levou nossas crianças a Como se faz? A sala do 1º ano foi
dos maternais, levaram os alunos a subir no conhecerem um aquário gigante invadida pela arte do origami.
palco e dramatizar as histórias da Galinha Ruiva e em uma excursão fantástica. Nossas crianças foram longe e
do Patinho Feio. Entre patos e galinhas, porcos e Tubarão, lagosta, lula (não é o descobriram detalhes desta arte milenar
vacas, nossas crianças descobriram muitas coisas presidente não), baleia, cavalo marinho, e suas fantásticas histórias.
da vida na fazenda. estrelas do mar, tartarugas marinhas e Para cada Origami, uma his-
crianças, muitas crianças curiosas e fas- tória, a cada arte, um encontro, e entre
cinadas com tanta descoberta. arte e encontro, muitas descobertas!

Contos e Recontos
Professora Cíntia - 2 º Período

A
descoberta pelo prazer da li-
teratura chegou ao 2º período
com um projeto pra lá de en-
cantador.
Através dos Contos e Re-
contos, cada criança vivenciou a de-
lícia que é abrir as páginas de um
livro e com esse simples ato viajar contando-as nas rodinhas. Ao final do projeto, le-
mundo afora. As crianças partilha- varam para casa um livro com todas as histórias
As crianças dramatizaram as histórias da Galinha
ram com os colegas suas histórias, partilhadas.
Ruiva e do Patinho Feio

Brincando com Sentimentos e Palavras


Professora Marcela - 1 º Período

A
pós uma entrevista com o poeta Luiz Carlos Prates, entre as árvores do
bosquinho, nossas crianças descobriram que com palavras também se
brinca. Encontraram uma deliciosa maneira de falar de sentimentos e
emoções, fizeram amizade com a poesia. E, dessa amizade, quem sabe nasce-
rão grandes poetas?
Entrevista com o Poeta Luiz Carlos Prates

Solidariedade Mágica, criatividade, ação... A magia da Leitura


FUNDAMENTAL I
Professora Ady - 2º Ano Professora Ady - 2º Ano Professora Ady - 2º Ano

A O
grandeza dessa s alunos do 2º ano descobriram que os só-
palavra revela a lidos geométricos estão presentes em tudo
grandeza de nos- à nossa volta. Encantaram-se ao percebe-
sos pensamentos e de rem que com 6 quadrados montamos o cubo, com
nossas atitudes. 1 triângulo e um círculo montamos o cone, com 4
Foi assim que triângulos e um quadrado montamos uma pirâmide
os alunos do 2º ano tra- com 1 retângulo e 2 círculos montamos um cilindro
balharam com o projeto e com 6 retângulos montamos um paralelepípedo.
“São Miguel Solidário”.

L
er é aprender... Ler é descobrir... Ler é divertir...
Solidariedade... Generosidade... Isto faz a diferença! Os alunos do 2º ano aprenderam que ler é mesmo uma
magia!!!
Professora Ady - 2º Ano

O
Lendo jornais, folhetos de supermercado, histórias
s alunos do 2º ano, escutando a história “A Árvore Generosa”, aprende- em quadrinhos, bulas de remédios, livros e textos literários,
ram a respeitar, entender, valorizar e ajudar o outro. Aprenderam que viram como é fantástico, como é mágico viajar para vários
agindo assim fazem mesmo a diferença. lugares na nossa imaginação e aprender tantas coisas!!!
10 SETEMBRO - DEZEMBRO

2010
Ética, compromisso, honestidade e A desigualdade social no Brasil e o
FUNDAMENTAL I

justiça. Este é o meu voto! exercício da cidadania


Professora Carla - 5º Ano Professora Carla - 5º Ano

F T
oram essas as palavras que zem a sociedade a favor do cres- ão frágil como o papel e da falta de escolas públicas que
nortearam e sustentaram o cimento da consciência crítica assegurada somente em garantam às crianças e jovens uma
projeto “SER CIDADÃO”. e que defendam a participação papel. É assim que pode- educação básica capaz de despertar
Nossa proposta foi de agir como popular e os interesses da cole- mos resumir a cidadania no Bra- uma consciência crítica.
o semeador: a de sair e a de se- tividade. Significa sair à procura sil. Apesar de tantos avanços, a Possibilitar aos alunos
mear. e em defesa dos que se pautam regra é a exclusão social, a inca- enxergarem as engrenagens que
Precisamos de cidadãos na honestidade, pela ética e pelo pacidade de oferecer o mínimo levam à crise social brasileira e a
que não estejam apenas dispos- compromisso com o ser humano. de igualdade de oportunidade às fragilidade da nossa cidadania é
tos a semear uma nova forma de A nossa sugestão é que pessoas. Essa é a raiz da violên- acreditar na capacidade de cada um,
pensar a sociedade e a política, toda a comunidade escolar: pais, cia que vemos por todos os lados de sonhar e lutar com um futuro me-
mas interessados em sair do lu- alunos e professores, arregace e que nos faz sentir como reféns. lhor para todos. Precisamos educar
gar cômodo onde estão e ir em as mangas, descruze os braços A desigualdade social cidadãos de verdade para que pos-
busca de terra fértil para jogar e se ponha a cultivar o ideal de no Brasil e suas implicações no sam conviver nesta sociedade em
suas sementes. Ao transferir esse mudança. Procurar terra boa, jo- exercício da cidadania foi tema que os problemas são reais. Não po-
pensamento para os objetivos do gar nela a semente de boa qua- de estudo em Geo-História nos demos oferecer-lhes somente uma
projeto “Ser cidadão”, realizado lidade, adubar, zelar da semea- 5ºs anos. Os alunos pesquisaram democracia no papel, mas o mundo
com os alunos dos 5º anos B e dura com dedicação, para que e ampliaram seus conhecimentos real que precisa de seres humanos
C, precisamos compreender que possamos, na fila do processo acerca da miséria, das precárias reais e capazes de trilhar um cami-
encontrar solo fértil significa iden- eleitoral, colher bons frutos que condições de moradia, da falta de nho novo, que só é possível quando
tificar políticos comprometidos foram originados do nosso traba- saneamento básico, da ausência conhecemos a verdade, mesmo que
com a vida, com o bem comum lho. Mas, para isso, é fundamen- de um sistema de saúde que ga- sombria, mesmo que cruel.
e com a inclusão social. Significa tal que todos se dediquem a essa ranta às pessoas um atendimento
encontrar candidatos que mobili- iniciativa. médico-hospitalar de qualidade,

Animais ameaçados de extinção


Professoras Cida e Bete - 4ºs Anos A, B e C

O
Mundo dos Animais é um Além da riqueza dos ma-
mundo sempre em expan- teriais pesquisados em diferentes
são, onde a natureza ex- fontes, os alunos trouxeram para
pressa a sua imensa diversidade. a sala de aula dados, informações,
Um mundo de bichos estranhos e ilustrações e confeccionaram carta-
engraçados, muitas vezes ameaça- zes, apresentando-os para a turma.
dos por outro bicho curioso e goza- Apareceu até uma tartaruga ame-
do: o bicho-homem. açada de extinção, que foi morta,
Os alunos dos 4ºs anos A, B aproximadamente, há 23 anos, dei-
e C, incentivados com o tema ini- xando a turma ainda mais interes- açadas de extinção. Dentre eles, a Fundação SOS Mata Atlântica, que luta
ciaram o trabalho fazendo leitura sada no tema. pela proteção dessa mata tão bonita, importante e ameaçada, e o Projeto
sobre os animais ameaçados de ex- Aprenderam um pouco Tamar, que já devolveu ao mar cerca de 5 milhões de filhotes de tartarugas,
tinção, nos diversos continentes, da mais sobre os projetos e organi- além de convencer pescadores a trabalhar para preservar esses animais.
Coleção “De onde os Bichos Vêm”, zações, cuja finalidade é proteger Os alunos concluíram o trabalho com consciência de que cada um
da Editora Letra Viva. espécies animais e vegetais ame- pode contribuir com atitudes para evitar a extinção.

SOLIDARIEDADE é o presente
O
s Alunos do Fundamental Cida e Natali apresentaram um dos Educativo e, através de uma dinâmica,
I, II e Ensino Médio assis- temas desenvolvidos nas escolas: “O confeccionaram cartazes, levando-os
tiram a palestras sobre diferente de cada um torna o mundo a refletir que cada um seria capaz de
Valores Humanos que nos aju- mais bonito”, com o objetivo de cons- contribuir, com maior empenho, na re-
dam a crescer como pessoas e truir princípios e ações que contribu- alização dos trabalhos desenvolvidos
como filhos de Deus. am para maior integração do grupo, para a Feira de Cultura, em que toda a
Esse é um dos projetos valorizando as diferenças de cada um arrecadação foi destinada às obras so-
desenvolvidos nas escolas Esta- e como podemos contribuir solidaria- ciais.
duais e Municipais por agentes mente para a transformação da socie- A criatividade e a boa vontade
voluntários do Centro Educativo- dade. geraram situação de partilha, em que
Social Escolápios - ITAKA BH. Durante as palestras, os todos foram favorecidos, uns pela graça
Coordenados pelo Pa- alunos assistiram ao vídeo sobre os de receber, outros pelo prazer de ofere-
dre Arilson, as voluntárias Altair, projetos desenvolvidos pelo Centro cer.
SETEMBRO - DEZEMBRO 11

2010
Planeta Matemática - Batalha Geométrica Ciências

FUNDAMENTAL I
Professoras Cida e Bete - 4ºs Anos A, B e C Professoras Cida e Bete - 4ºs Anos A, B e C
Através de histórias com o solo, as plantas e
imagens alegres, divertidas e en- os animais, entre ou-
graçadas, os alunos fizeram uma tros assuntos. Viram
viagem ao Planeta Junkiter, uma como é importante
série em animação 3D, produzida desenvolvermos ati-
pela rede Ingleza Channel 4 espe- tudes de amor, res-
cialmente para crianças do Ensino peito e proteção à
Fundamental I. Natureza e a todos
Planeta Matemática - Bata- os seres vivos.
lha Geométrica mostrou aos alunos Até minho-
como resolver as questões do dia a cas vieram nos visi-
dia e como podem ser úteis e muito tar! Mas depois elas

O O
divertidas. foram devolvidas ao
s alunos dos 4ºs anos A, B e Os conteúdos abordados s alunos dos 4ºs anos estudaram, meio ambiente.
C, professoras Cida e Bete, foram: simetria, formas tridimensio- fizeram experiências e aprenderam
tiveram uma aula divertida e nais, pictografia, unidade de tempo, muitas coisas interessantes sobre
animada. leitura de horas, quebra-cabeça e
Assistiram a um filme em coordenadas geométricas.
que os desafios Matemáticos sem- A turma vibrou durante a
pre se transformam em emocionan- sessão!
tes aventuras, desvendando misté-
rios. versão.
Matemática = desafio + di-
Projeto Ilustração e Diversão
Professoras Juliana e Fabiana - 4ºs Anos A, B e C
aspecto em nosso pro-
Brasil: um país rico, jeto, a fim de despertar
o interesse de todos e a

mas com muitos contrastes busca pela leitura de no-


vos livros.
Tivemos o pri-
Professora Fabiana - 5º Ano A vilégio de fechar nosso

A
tualmente, o Brasil destaca- atendimento médico e muitos ou- Projeto com a visita do
se por estar entre as nações tros problemas, sociais e ambien- grande artista plástico
economicamente mais de- tais. Walter Lara, que nos fa-
senvolvidas do mundo. No entanto, Os alunos do 5º A perce- lou um pouco sobre sua
em nosso país convivem realidades beram, nas aulas de Geo-História, experiência e mostrou al-
muito distintas: a riqueza contrasta que apesar de serem muitos os Visita do artista plástico Walter Lara guns de seus trabalhos.

D
com a pobreza; a alta tecnologia problemas, com um bom governo urante todo nossos alunos. Dessa Walter é também ilus-
convive com a utilização de técnicas e uma boa administração das cida- o ano, traba- forma desenvolvemos trador de livros infantis,
rudimentares; uma minoria de agri- des, dos estados e do nosso país lhamos a lei- o Projeto “Ilustração e além de ter ilustrado o
cultores possui muitas terras, en- essa situação pode ser revertida, tura de livros infantis Diversão”. nosso livro de Geografia.
quanto uma maioria possui poucas. pois, apesar dos problemas que com as turmas de 4º A ilustração, Agradecemos a
Esses contrastes geram em está enfrentando, o Brasil vem ob- ano. Percebemos que em um livro infantil, é esse grande artista por
nosso país graves problemas para a tendo sucesso nas mais diferentes essa leitura realizada muito importante, pois ter nos inspirado nessa
maioria da população como: a falta áreas de atividades. por prazer é algo que nos sensibiliza para a nova experiência de pro-
de moradia, de saneamento básico, está cada vez menos história contada e por ximidade com o universo
de uma boa educação, de um bom presente na vida dos isso ressaltamos esse dos livros infantis.

Play the game


FUNDAMENTAL II

Professor Roney

O
uso de games no aprendizado de
língua estrangeira pode tornar a
aula muito mais atrativa e interativa.
Os alunos do 8º ano do Ensino Fundamen-
tal pesquisaram sobre diferentes games
jogados por jovens de diferentes países.
Cada grupo de trabalho trouxe um exemplo,
explicou as regras e alguns jogos foram jo-
gados com a turma. Let’s play!
12 SETEMBRO - DEZEMBRO

2010
Amamos o São Miguel
ENSINO MÉDIO

C
omo não dizer caminhada. Sairemos do
que o São Colégio, mas ele nunca
Miguel é nos- sairá dos nossos cora-
sa casa, se pratica- ções.
mente nascemos aqui Agradecemos
Quinze dos nossos imensamente aos nos-
dezoito anos vivemos sos pais, que nos pos-
no Colégio São Miguel sibilitaram a felicidade
Arcanjo. Grande parte de sermos educados por
de nossas vidas foi vocês (Equipe do Colégio
construída dentro des- São Miguel Arcanjo) e por
te Colégio e, por isso, todas as amizades que
não podemos deixar construímos durante es-
de agradecer a todos ses anos.
os responsáveis por Muito obrigado a
essa construção, aos todos!
nossos professores, Novembro de 2010 João Paulo Albu-
supervisores, orienta- convivemos, do Jardim Beija-flor ao Ensino querque e Victor Mendes.
dores, enfim, todas as Médio.
pessoas com as quais Este ano estamos terminando esta Fevereiro de 1996

Trabalho de Campo em Ouro Preto


A
possibilidade de observar a rotina de deliciaram com a culinária mineira.
uma cidade por um dia, sob diferentes A prioridade eram os registros, realiza-
perspectivas, foi a proposta do trabalho dos através de anotações e fotografias, o que
de campo realizado pelos alunos do 1º do não impedia uma brincadeira de vez em quan-
Ensino Médio. do, o que garantiu a descontração de todos,
Os alunos se mobilizaram no intuito principalmente durante a visita ao Museu de
de aproveitar ao máximo o dia e conhecer o Mineralogia da UFOP, onde as experiências no
maior número de lugares. Visitaram igrejas Laboratório de Física empolgaram a todos.
e museus, descontraíram-se nas praças e se

Handebol no Minas Tênis Clube Intercâmbio Esportivo


EDUCAÇÃO FÍSICA

E
campanha na fase m comemoração
classificatória e aos 60 anos da
nas fases finais, a chegada dos Pa-
equipe Cadete Mis- dres Escolápios no Bra-
ta de Handebol do sil, o Departamento de
Colégio foi Cam- Educação Física do Co-
peã do 1º ABERTO légio São Miguel Arcanjo
DE HANDEBOL do organizou o “Intercâmbio
Minas Tênis Clube, Esportivo 2010”.
vencendo, na final, Foi uma grande premiadas com uma linda meda-
os anfitriões por confraternização, em que lha de participação.
21 a 09, resultado mais de 400 meninos e Estiveram presentes

C
om a participação dos alunos Luiz Henrique, Bru- de todo esforço e meninas, dos 10 aos 17 nesse grande dia os colégios
no Tadeu, Vinícius, Daniel Vitor, Genésio, Hugo dedicação desses anos, participaram dos Regina Pacis, Magnum Buritis,
Zago, Henrique Karaim, Henrique Caixeta, Mar- atletas durante o jogos disputados, porém, Sagrado Coração de Maria, Mi-
cus Vinícius, Pedro Tadeu, Lucas Brito, Igor Morélix, ano. Em 2011, es- com muito fair play. nas Tênis Clube, SESI COMAR,
Gabriel Henrique e das alunas Clarissa Pinheiro,Isabela tarão de volta com Além de desfru- Projeto Social “UM” de Conta-
Medeiros,Vitória da Cunha, Nayara Damaso, Fabiana tudo, venha você tar de uma farta mesa gem, Itaka BH e o anfitrião, Co-
Advíncola, Mariana Chagas, Isabella Amaral, Polia- participar também! de frutas durante todo o légio São Miguel Arcanjo.
na Soragge e Maria Luíza Dibai e com uma excelente evento, as equipes foram Ano que vem tem mais!

www.saomiguelbh.com.br saomiguelbh@saomiguelbh.com.br | (31) 3444-1955